29 de janeiro de 2008

DE TARDE ...


De tarde
Eu sinto saudade
De algo que nem sei, mas aperta meu peito
Toda noite eu falo com você, Senhor

Meus desejos
Secretos te conto
Porque de mim pra ti nada escondo
Faço tudo pra te deixar a par
De tudo o que eu fizer
E assim quem sabe um dia ...


Eu acerto
Podendo vencer
Meus medos
Que ainda trago no peito
Estou contigo
Tentando melhorar
Espero um dia ser
Ser como tu queres, meu Mestre


por: Josué Teodoro
Postar um comentário