14 de janeiro de 2011

Por onde andam? Gisele - Parte 1

Acho que todos nós temos aquelas pessoas que passam como relâmpago em nossa vida. Alguns conhecem mais relâmpagos que outros, mas todos vêem um, vez ou outra. Tive muitos destes neste 1/4 de século que vivi e muitos deixaram saudades. O que eles têm em comum? Não faço a menor ideia de onde possam estar brilhando agora.


Não sei bem se deveria citar nomes, mas estas pessoas não saem da minha memória e às vezes me incomoda o fato de não ter contato com elas. Não entendo se este é o modo como geralmente se comportam ou se em todos os casos o afastamento aconteceu naturalmente pelo "efeito Alex Nobre". Pra não entediá-los mais do que já estou entediando com esse post que já se excede por si só, vou dividir o assunto em capítulos. Pensei em publicar no meu outro blog no WordPress, mas por aqui sei que mais pessoas podem ler. Curtir são outros 500 ...


No 2° ano do Ensino Médio conheci uma garota que pra mim era espetacular. A mais popular da sala, a mais pop da escola inteira. Ela era mais velha e já trabalhava. Isso era o máximo pra mim. Mais legal ainda era saber que ela trabalhava com promoção de eventos e casualmente gravava comerciais de TV.
Uma vez cheguei a aula com muita dor de cabeça. Foi quando recebi a primeira massagem que surtiu efeito medicinal na minha vida. Adivinhem quem fez? Foi quando descobri que a Gisele era Messiânica e ministrava o Johrei. Mas não foi bem isso que ela fez comigo.
Durante todo o ano fomos colegas de sala e formamos nosso grupo. Éramos 4. Samyr, Joayra, Gisele e eu. Eu era o nerd de óculos e sem potencial, Gisele a pop, Joayra a fofa e Samyr o satanista ufólogo homossexual enrustido.
Lembro do Átila (cachorrinho da Gisele) e de como ele era ciumento. Lembro que uma vez fui a casa dela depois da aula e pedi alguém para avisar minha mãe. Bem ... Não avisaram ela e quando cheguei em casa no final do dia (estudava pela manhã) minha mãe já tinha mobilizado todo o bairro em minha busca.


Coisas simples, mas que sinto falta. Tudo era simples.
Última notícia que tive da Gisele foi que ela tinha fugido pra Minas com um boy escândalo em meados de 2003.
De nada mais fiquei sabendo desde então.


Cuz I dream of simple things
I can believe in
Like the feeling this day brings



Postar um comentário