19 de março de 2012

Cheiro de toalhas lavadas!

Durante uma conversa daquelas que só temos quando estamos muito ociosos esta tarde, lembrei de algumas situações criadas por mim há 22 anos atrás. Lembrei do aroma do amaciante que minha mãe usava nas toalhas de banho e de como elas eram guardadas em nosso guarda-roupas.

Quando eu era apenas um garotinho tímido e calado, antes de ter uma irmã, eu imaginava e queria saber qual seria a reação da minha mãe se ela me perdesse. Tive a ideia de me esconder dentro do guarda-roupas. Eu não lembro como conseguia, mas tinha uma forma de trancar a porta por dentro. Eu ficava sobre as toalhas, bem confortavelmente, e esperava horas até minha mãe me encontrar.

Ela nunca se desesperou ou sequer imaginou ter me perdido como eu gostaria! Sempre me encontrava. Após a 1ª vez ficou fácil de saber onde me escondia, né? Essa foi a coisa mais ousada que fiz na minha infância. Nunca fugi ou dei algum outro tipo de trabalho pra ela. Ela já tinha trabalho demais me amando.
Postar um comentário