10 de outubro de 2008

25


Um quarto de século de idade ter 25 anos, né? Mas não é meu aniversário. Tá longe ainda. Completo 24 dia 10/06/2009, mas os meus 25 anos são os que me "preocupam".
O que ocorre é que desde os meus 16/17 anos eu sinto e acredito que não passarei desta idade. Pensando assim eu deveria ter corrido atrás das coisas que quero, do que gosto e do que sonho conquistar. Mas não! Ao invés disso eu deixei acontecer, deixei rolar. Nada que houve durante meus 23 anos de vida foi de fato algo que eu busquei. Foi tudo acontecendo, sabe?

Isso não significa que o que vivi foi ruim. Tenho muitas recordações boas e me arrependo de muita coisa que fiz. Não serei hipócrita em dizer que não, pois me arrependo mesmo! Por outro lado, não deveria estar preocupado com a morte. Eu já estou morto. Eu já não vivo mais. Eu me desconheço por completo e me surpreendo com coisas que tenho feito.

FATO: Alex Nobre tem o incrível dom de magoar as poucas pessoas que realmente parecem se importar com ele!

E assim eu sigo perdendo. Perco amigos, perco amores e nunca aprendo a ser alguém melhor. Continuo sendo um lixo que não serve pra reciclagem.
Postar um comentário